Mini contratos | Tudo o que você precisa saber

Este artigo foi construído por Juliano Freitas para o Blog TraderHub.



Como utilizar contratos futuros para obtenção de ganhos.


São ativos (acordos) de compra e venda negociados no mercado futuro, ou seja, são concretizados em uma data futura. Em resumo, é combinado quem compra ou vende numa data determinada por um preço já definido.


Este tipo de negociação surgiu antes do mercado de ações, o mercado à vista, a fim de reduzir os riscos do setor agrícola. Ou seja, produtores podem vender suas produções antes da colheita, garantindo um melhor preço caso o preço do produto esteja inferior ao atual negociado.


Este tipo de operação se chama Hedge e veremos mais detalhes logo em seguida.


Os mini contratos são ótimas oportunidades para pequenos investidores que querem alavancar suas operações no mercado futuro, apostando na alta ou na baixa de produtos como Índices, Moedas, Juros e Commodities.


Como exemplo, você pode investir em Dólar, Euro, Índices, Soja, Ouro, Petróleo, Etanol, etc.


O que é Hedge?


Fazer Hedge, consiste em assumir uma posição comprada ou vendida em um derivativo (Contratos Futuros, Opções, Termo) ou investimento, visando minimizar ou eliminar o risco de outros ativos.


Vamos para um exemplo prático.


Digamos que você tenha uma viagem internacional programada para daqui dois meses, e a cotação do dólar atual está em R$ 3,80.


De acordo com a especificação do contrato de mini dólar, o valor financeiro de cada contrato corresponde a US$ 10.000,00, ou seja, se o dólar estiver cotado a R$ 3,80, o valor financeiro de cada contrato será igual a 3,80 x 10.000,0 = R$ 38.000,00.


Com o cenário político desfavorável para a valorização do real frente ao dólar e com medo que a moeda suba, você compra um contrato de mini dólar no valor de R$ 38.000,00.


Com isso, você está garantindo a cotação atual para daqui um mês. Se a moeda subir, tudo certo, você ganhará toda a valorização dela preservando o capital investido.


Caso a moeda se desvalorize e caia para R$ 3,40, você terá que pagar a diferença de R$4000,00, porém, não terá prejuízo pois sua dívida em dólar relacionada a sua viagem está garantida a R$ 3,80.


No caso do mercado futuro, na qual negociamos um derivado do Dólar e não o ativo em si, você não precisará pagar pelos dólares do contrato, mas sim, por uma margem de garantia de aproximadamente R$ 5.000,00.


Vamos ver mais um exemplo?


Digamos que você é um produtor de café e acredita que a safra será maior que a atual, portanto, o preço do café tende a cair. Neste cenário, você quer garantir o preço da saca em R$ 200,00.


Então você compra contratos futuros de venda de café(vende) para daqui seis meses, e você poderá ter dois resultados:


1) O preço do café cai a R$ 150,00 a saca, com isso você ganha R$ 50,00 ao zerar sua posição vendida no mercado futuro.


2) O preço do café sobe a R$ 250,00 a saca. Com isso você perde R$ 50,00, porém, ganha ao vender o produto físico pela cotação atual. Ou seja, permaneceu travado no preço de R$ 200,00.



Como comprar ou vender mini contratos?


Para você negociar mini contratos você não precisa ter o valor integral do contrato, e sim, um valor referente à margem de garantia. Isso quer dizer que mesmo com pouco dinheiro você pode movimentar uma quantidade financeira bastante alta.


Essa margem serve como garantia caso você não consiga arcar com os possíveis prejuízo da operação. Esta margem pode ser tanto dinheiro em sua conta na corretora de valores, como em títulos, CDB´s, ações, Tesouro, etc.


Caso você queira negociar e zerar sua posição antes do vencimento do contrato, isso é possível, estando sujeito à cotação atual do mercado. É como se fosse uma ação que sobe ou desce, e em algum momento você tem a opção de zerar esta posição.



Quais os Mini Contratos mais negociados por pessoas físicas?


Atualmente, os mini contratos mais negociados por pessoa física principalmente em operações de day trade, são mini contratos de Índice Ibovespa e Dólar. São contratos com boa liquidez, boa volatilidade, custos relativamente baixos se comparado com ações e que podem ser negociados com margens intraday bem baixas.

Como funciona o Mini Índice?


O que é o Índice Ibovespa?


Primeiramente, vamos falar sobre o que é o Índice Ibovespa. Também chamado de Ibov ou Ibovespa, é o principal indicador da Bolsa de Valores do Brasil, hoje a B3.


Este índice mostra o desempenho das principais ações mais negociadas na Bolsa brasileira, e serve como termômetro para o mercado de capitais.


Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o Índice Ibovespa não é somente formado pelas melhores empresas ou por todas as ações que existem na Bolsa, e sim pela liquidez e pelo alto volume financeiro negociado de todo o volume de negócios da Bolsa.


O Ibovespa leva em consideração o volume dos últimos 12 meses e é revisado trimestralmente. Portanto, a cada três meses, é feito um rebalanceamento das ações que irão compor, que continuarão a compor, ou que deixarão de compor o Índice Ibovespa de acordo com o volume dos últimos 12 meses.


Cada ação possui um peso diferente no Índice na qual é calculado de acordo com o volume de negócios que teve cada ação em relação ao número total de negócios realizados na Bolsa.


O que significam os pontos do Índice Ibovespa?


Cada ponto equivale a um real. Então se o Ibov hoje vale 100.000 pontos, significa que o investidor estaria comprando com estes 100.000 reais, a carteira que corresponde ao Índice Ibovespa nas devidas proporções. 


Para saber quais ações compõem o Índice Ibovespa e seus respectivos pesos, clique aqui

Olhe abaixo o gráfico que representa a composição do Índice Ibovespa com suas respectivas ações e participação de cada uma.


Observe que ações como PETR4, PETR3, BBDC4, ITSA4, ITUB4, VALE3 E ABEV3 são as ações que tem maior peso no Índice Ibovespa. Entender isso é bastante importante para traders que operam índice, pois conseguem definir um cenário para o dia de acordo com a tendência destes principais papéis.


Agora que entendemos o que é o Ibovespa, vamos entender o que é o Mini Índice.



O que é Mini Índice?


O Mini Índice é um contrato futuro derivado do Índice Ibovespa. O Mini Índice corresponde a 20% da pontuação do contrato de Índice cheio. Isso significa que cada ponto de oscilação do Ibovespa equivale a R$ 0,20 centavos de lucro ou prejuízo.


Para operar o Mini Índice você precisa então de muito menos dinheiro do que precisaria para operar o contrato cheio do Índice, por isso que os mini contratos fazem tanto sucesso entre traders de varejo.


O mini contrato de Índice é negociado na B3 e o ambiente é chamado de Mercado Futuro. É neste ambiente que acontecem os negócios envolvendo contratos de compra e venda para uma data futura.


Especificações do contrato


Assim como no Índice Ibovespa, o mini índice futuro oscila em pontos, e cada ponto corresponde a R$ 0,20 centavos. O lote mínimo é um, ou seja, você poderá negociar o Índice Futuro com apenas um contrato.


Para ficar mais claro, vamos a um exemplo.


Digamos que você comprou 5 mini contratos de Índice Futuro a 100.000 pontos. Com a subida do mercado, você resolve vender estes contratos a 100.600 pontos. O resultado desta operação é calculado da seguinte forma:


Resultado = quantidade de contratos x variação de pontos x 0,20

Resultado = 5 x 600 pontos x 0,20 = R$ 600,00


O contrato de Mini Índice é identificado pela sigla WIN, acompanhada da letra correspondente ao mês de vencimento e ano. Olhe a tabela abaixo:

Com base na tabela acima, um mini contrato de índice com vencimento em março de 2019, irá ter a sigla: WINH19.



Como funciona o Mini Dólar?


O que é o Mini Dólar Futuro?


O mini contrato de dólar representa um acordo de compra e venda de US$ 10.000,00. O preço deste contrato é combinado no momento da negociação. 


A cotação do contrato é em real brasileiro, e o lote padrão mínimo é um mini contrato. No momento do vencimento do contrato você não receberá a moeda física em sua casa nem nada, certo?


Especificações do contrato


Quando negociamos contratos de mini dólar, estamos negociando taxa de câmbio de reais por dólar. A cotação é mostrada em reais por US$ 1.000,00, e é por isso que a cotação do dólar futuro aparece 3.870,00. 


O valor do tick, oscilação mínima de um ativo, é de R$ 5,00 e varia de meio em meio ponto. Quer saber como chegar neste valor? É muito simples. 


Imagine que você comprou um contrato de mini dólar cotado a 3.870,00. Sabendo que cada contrato estabelece um acordo de US$ 10.000,00, basta multiplicar 3.870,00(cotação em reais) x 10 = R$ 38.870,00.


Agora você resolve vender meio ponto acima, cotado a 3.870,50. Isso corresponde a 3.870,50 x 10 = R$ 38.875,00.


Valor do tick = R$ 38.875,00 – R$ 38.870,00 = R$ 5,00.


Agora imagine a mesma operação com 10 mini contratos. Com esta pequena variação de meio ponto na cotação, o resultado final seria de: R$ 50,00.


O contrato de Mini Dólar é identificado pela sigla WDO, acrescido da letra correspondente ao mês de vencimento e ano. Isso, assim como no Mini Índice. Porém, existe uma diferença entre estes contratos. O vencimento do Mini Índice se dá na quarta-feira mais próxima do dia 15 de cada mês, já no dólar o vencimento ocorre no primeiro dia útil de cada mês.


O que é Ajuste Diário no Mercado Futuro?


Todos os operadores do Mercado Futuro estão sujeitos a um sistema automático de equalização de posição. Este ajuste ocorre todos os dias, sempre depois do encerramento do pregão.


Este ajuste é um acerto financeiro que poder ser tanto crédito quanto débito. O ajuste serve para evitar possíveis inadimplências, e leva em consideração a sua posição atual e o preço de ajuste do dia.


Resumindo, a Bolsa não espera a zeragem da posição do investidor para calcular lucros ou prejuízos.


Como calcular o preço de ajuste?


O preço de ajuste é calculado através da fórmula:


AD = (PA – PC)


Onde:


AD = Ajuste Diário

PA = Preço de Ajuste

PC = Preço do Contrato


Vamos a um exemplo?


Digamos que você comprou 10 mini contratos de dólar futuro cotado a 3.800,00. e no final do dia o preço de ajuste ficou em 3.790,00. Vamos calcular agora o preço ajustado.


AD = (3.790,00 – 3.800,00) x 10(valor de cada ponto referente a 1 mini) x 10 = -R$ 1.000,00.


No dia seguinte será debitado da sua conta o valor de R$ 1000,00, mesmo sem zerar a sua posição no dólar.


Como investir em mini contratos?


Para investir em mini contratos o processo é muito simples. Primeiro passo é abrir uma conta em uma corretora de valores. Com a conta aberta, você terá acesso a diversos meios para envio de ordens, que são plataformas profissionais, mesa de operações ou o próprio home broker da corretora.


Segundo passo é depositar ou possuir garantias para negociar estes contratos. Geralmente as garantias para operações de day trade variam entre R$ 25,00 a R$ 100,00 por mini contrato, e para operações mais longas variam na faixa dos R$ 5.000,00. Entendeu agora porquê os mini contratos fazem tanto sucesso entre day traders e pequenos investidores?


Não se esqueça que a margem de garantia é uma forma de você operar alavancado, ou seja, permite você negociar valores bem maiores do que você tem em sua conta. Isso aumenta a possibilidade de ganhos, mas não esqueça que isso também aumenta e muito a possibilidade de grandes perdas! Portanto, tenha responsabilidade e utilize a alavancagem para o bem.



Vantagens de operar mini contratos


Os mini contratos são simples e acessíveis para pequenos investidores e traders.


Principais vantagens:


Alta liquidez


Os mini contratos possuem uma ótima liquidez, devido ao grande volume de negócios e participantes. Você nunca passará trabalho para zerar a sua posição.


Facilidade


É extremamente simples iniciar seus investimentos em mini contratos. Basta uma conta em uma corretora, um meio para enviar suas ordens e sua margem de garantia.


Lembrando que a facilidade não pode ser confundida com ser fácil ganhar dinheiro com mini contratos.


Para que você realmente tenha lucro neste tipo de mercado, é necessário formação qualificada, experiência e muita dedicação.


Alavancagem


No mercado de ações, você não tem a possibilidade de utilizar a alavancagem para operações de longo prazo, somente no intraday para operações de day trade. Já no mercado futuro e nos mini contratos você consegue negociar valores muito maiores com menos dinheiro.


Custos operacionais


Para o investidor talvez isto não faça tanta diferença, mas para o day trader ativo, aquele que negocia quase todos os dias, os custos operacionais impactam bastante nos lucros.


Operar mini contratos é muito mais barato do que operar ações no mercado à vista.


Como operar mini contratos no day trade?


Falamos bastante neste post sobre investimentos, mas como operar estes mini contratos no day trade para obter lucros consistentes?


Geralmente traders iniciantes se enganam pensando que precisam aprender somente um técnica e uma boa estratégia para se dar bem neste mercado.


Para que você consiga realmente se dar bem em suas operações, é necessário muito estudo, direcionamento correto, além de desenvolvimento de habilidades e técnicas específicas para o day trade.


Sabe quais os cinco pilares para você se desenvolver como um day trader?


Fundamentos


O primeiro é conhecer os fundamentos e a importância deles na precificação dos ativos. O mercado se move devido a fundamentos, ou seja, devido a diferentes crenças de valor entre os participantes de acordo com fundamentos políticos e macroeconômicos


Contexto


O segundo é saber analisar o contexto. Analisar o contexto é saber como, e quando é mais propício realizar certa estratégia ou não.


Quer um exemplo?


Imagine que é feriado nos EUA, principal fonte de volume no mercado brasileiro, não possui nenhuma notícia ou dado relevante para aquele dia, você observa na sua tela o mercado mais lento, menos volátil, menos agitado. Será que esse será o dia ideal para que você realize trades de rompimento apostando em um tendência? Obviamente que não.


Análise técnica


Terceiro é ter domínio de técnicas. E a primeira é a análise técnica. E não estou me referindo a figuras e candles, e sim, a conceitos básicos de tendência, suportes e resistências.


Análise de Fluxo de Ordens


Quarto é dominar a leitura e análise de fluxo de ordens, ou seja, saber analisar e ler a interação entre os dois fluxos existentes no mercado, que são eles: Fluxo de Liquidez e Fluxo de Agressão.

 

Intuição


E quinto e não menos importante, é desenvolver sua intuição. Sua intuição também dá dinheiro!


Mas para isto, será necessário algum tempo de tela e muito treino ao longo de alguns meses ou anos. Acha que estou exagerando? Não, estou como sempre falando a verdade.



Considerações finais


Os mini contratos realmente vieram para revolucionar o mercado e dar a chance de pequenos e investidores participarem do fascinante mercado da renda variável.


São ativos de fácil acesso, custos adequados e diversas oportunidades tanto para investidores, quanto para day traders.


Espero que tenha gostado do post, e se você está começando agora na Bolsa de Valores, nunca deixe de adquirir cada vez mais conhecimento.


Grande abraço,

Juliano Freitas.


Deixe suas dúvidas e comentários.


Juliano Freitas

Fundador do TraderHub e Trader Profissional

Trader com mais de 10 anos de experiência na área de Trading.

Ex Prop Trader Chicago, Co-fundador Day Trader Pro, Mentor em Mesa Proprietária, Especialista em Fluxo de Ordens, Trader especialista em Ações e Índice



Acesse o site www.beoninvest.com.br e conheça mais sobre estratégias automatizadas.

Cadastre-se e receba acesso gratuito à todos os robôs em conta demo.

  • Be On Invest - Canal no Youtube
  • Be On Invest - Facebook
  • Be On Invest - Linkedin
  • Be On Invest - Instagram

Alameda Franca, 243 - Jardim Paulista.

São Paulo - SP

Be On Invest

Plataforma de Robôs de Investimento.

© 2020 Be On Invest.

Telefone: (11) 9 6169-4558
contato@beoninvest.com.br

Históricos de rentabilidade não são garantia de retornos futuros. O mercado de renda-variável assim como de Robôs de Investimento envolve riscos e está sujeito a eventualidades e efeitos externos diversos que envolvem imprevisibilidade e, assim, riscos financeiros, embora nosso trabalho vise minimizar tais riscos e conseguir o máximo de rentabilidade a nossos clientes. Robôs Trader